Autor: Alencar, José de, 1829-1877
Título: As Minas de prata : continuação do Guarany
Edição: 1ª edição
Editor: Rio de Janeiro : Typ. do Diario do Rio de Janeiro
Data do documento: 1862
Descrição Física: 2v.: 1ª parte: 122p, vii, 4p.s.n.; 1ª parte continuação: 160p. : 18,2 x 12 cm
Resumo: O mais longo romance de Alencar foi publicado entre 1862 e 1866. Na primeira data, foram publicados 19 capítulos, em dois volumes da Biblioteca Brasileira, de Quintino Bocaiuva. A obra foi retomada em 1864-1865 e publicada ao longo dos dois anos seguintes, em seis volumes. Na primeira publicação, o romance tinha por subtítulo "Continuação do Guarani", que foi retirado na edição de 1865/66. A ação se passa logo a seguir à de O Guarani, em 1609. Linhas de desenvolvimento do enredo vinculam as duas obras e uma das personagens de As minas – D. Diogo de Mariz é filho de D. Antonio de Mariz e, portanto, irmão de Ceci, a heroína do romance indianista. Embora desde o título o tema do romance se anuncie como a exploração do interior em busca de riquezas, nos primeiros tempos da colonização, desempenha importante papel estruturador do livro a presença da Companhia de Jesus no Brasil – assunto a que Alencar se dedica, na mesma época da composição do romance, no drama O jesuíta.
Nota Local: B.N.: Em 1862 foram publicados apenas 2 fascículos
Tipo: Livro
Idioma: Português
Direitos: Domínio público
Palavras-chave: Literatura brasileira - Séc. XIX
Romance - Séc. XIX - Brasil
Aparece nas coleções:Livros

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
001804_COMPLETO.pdf6,42 MBAdobe PDFDownload