Autor: Nabuco, Joaquim, 1849-1910
Título: Balmaceda
Editor: Rio de Janeiro : Typographia Leuzinger
Data do documento: 1895
Descrição Física: v, 225 p.
Resumo: Ainda em 1893 estourou segunda rebelião contra a administração Floriano Peixoto, no Rio de Janeiro: a Revolta da Armada. A reação do governo abriu uma guerra civil e com ela veio o estado de sítio. Muitos monarquistas, acusados de fomentar a revolta, foram presos ou se exilaram. Nabuco, então, achou por bem não externar suas divergências com a República diretamente, preferindo escrever sobre situação análoga, no Chile, sob forma de um comentário a Balmaceda, su Gobierno y la Revolución, de 1891, livro que Julio Bañados Espinosa escrevera depois do suicídio de seu chefe político, José Manuel Balmaceda, presidente do Chile. Antes de virar livro, Balmaceda saiu em artigos no Jornal do Comércio, entre janeiro e março de 1895. Neles, Nabuco defendia o extinto poder moderador como a instituição capaz de evitar o aparecimento de caudilhos como Balmaceda e Floriano. (Texto elaborado pela Profa. Dra. Angela Alonso)
Tipo: Livro
Idioma: Português
Direitos: Domínio público
Palavras-chave: História do Chile - Séc. XIX
Balmaceda, José Manuel, 1840-1891
Bañados Espinosa, Julio, 1858-1899
Revoluções - Séc. XIX - Chile
Política e governo - Séc. XIX – Chile
Aparece nas coleções:Livros

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
45000008735_Output.o.pdf68,59 MBAdobe PDFDownload